Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009

Papeis e papelinhos!

Este fim de semana foi convidativo a ficar em casa, muita chuva, muito transito, pouco dinheiro para gastar e shoppings abarrotar!

Já eram umas 16h de Domingo quando um casal amigo nos convidou para ir até à sua casa. De imediato aceitei, já estava farto de estar preso em casa mas, a minha metade não quis ir tinha umas coisas para fazer. Fiquei meio sem graça, por um lado sentia-me mal em não ir mas também culpado porque aceitei sem a consultar. Preparava-me para pegar no telefone quando ela me disse - Vai tu!

- Sozinho não têm muita piada - disse eu e continuei - É para jantar!

Não faz mal, não me apetece mesmo ir, vai tu a sério. - disse ela.

Porta fora lá fui. Chegado à casa desses amigos tive de explicar o porque de ter vindo sozinho. Sentia-me um pouco só, estava lá mais um casal de primos deles e eu parecia a vela. Tentei fugir várias vezes, até desculpa para comprar tabaco dei mas, eles sabem que eu não fumo, estava frito, tinha de aguentar até ao final do jantar. Entretanto liguei para casa para ver se ela me salvava mas não tive sucesso - Quiseste ir agora aguenta. - disse.

Estávamos todos à lareira, copo de Porto na mão e uns petiscos numa amena cavaqueira quando o Pedro, meu amigo, disse - Vamos fazer um jogo, aceitam? E todos respondemos afirmativamente.

Então o Pedro começou a explicar o jogo. Cada um vai escrever em 15 papelinhos 15 acções, comandos, ordens, etc.., e depois juntamos tudo dentro deste chapéu e cada um tira à sorte um e lê o que tem a fazer.

Mas que tipo de acções - perguntou Ana, a prima do Pedro.

O que quiseres, dançar, cantar, fazer mímica, dar cambalhota, dar um beijo, fazer uma pergunta o que te vier à cabeça - respondeu o Pedro.

Se escrever para tirar os sapatos tens de tirar. - rematou o João, primo do Pedro, em tom de brincadeira.

Podes tirar os sapatos e até mais depende do que estiver lá escrito não há regras - respondeu a Filipa, esposa do Pedro.

Gargalhada geral! E toda a gente começou na brincadeira.

Filipa vou escrever para tirares as calças - disse o João.

O Pedro não quis ficar atrás - E eu vou dizer para tirares as cuecas!

Estava-me a agradar aquele entusiasmo todo e é claro que o Porto Messias 10 anos e o quentinho da lareira estavam a fazer efeito.

Uma caneta para cada um - disse o Pedro.

Quinze papelinhos para cada um - disse a Filipa.

E todos começamos a escrever. O silencio da sala só era cortado por risadas e risinhos e quando toda a gente acabou de escrever, papeis para dentro do chapéu e começou o jogo.

O primeiro a tirar foi o Pedro e fez-se um silencio na sala.

- Tirar as calças! Bem a letra é conhecida é tua Ana - disse o Pedro.

A Ana ficou vermelha como um tomate e o João abraçou-a e deu-lhe um beijo. Eu escrevi umas coisinhas piores - disse a Filipa. E todos começamos a rir.

Se calhar eu fui o mais comedido, comecei a pensar.

E lá o Pedro tirou as calças mas, calçou de novo os sapatos, ficou a matar de cuecas e sapatos. Gargalhada geral!

Depois foi a vez da Ana, ainda meio envergonhada. Meteu a mão dentro do chapéu, baralhou e tirou um papelinho. Corou ainda mais, e meia tremula começou a ler.

- Fazer um strip-tease e cantar! Está é tua João - disse ela.

Os nossos olhares viraram-se todos para o João, que se levantou estendeu a sua mão para Ana e colocou-ano centro do jogo e de pronto afirmou - Vá lá não sejas cortes tira, tira, tira - gritou ele. Ao som das nossas palmas a Ana tirava peça por peça, enquanto deixava sair umas notas de uma canção dos Delfins, até expor aqueles belos seios bem redondinhos e de bicos bem espetados. A excitação era mais que evidente nos nossos rostos e mais uns papeis e aquele jogo ia aquecer.

Batemos todos palmas e a Ana sentou-se no seu lugar tentando tapar os seus lindos seios.

- Não vale tapar temos todos de ver - disse a Filipa. E continuou - A seguir sou eu! Rapidamente meteu a mão dentro chapéu e tirou um papel e lê-o em voz alta - Tirar as calças, outra vez não sabem escrever mais nada!

Gargalhada, parecíamos putos!

Prontamente tirou as calças deixando aos nossos olhos aquela tanguinha transparente e minúscula que nos deixava ver os lábios grossos e os contornos da sua rata bem depiladinha. E agora foi a vez da Ana dizer - É para todos vermos não vale tapar!

Então a Filipa abre bem as pernas para todos nós vermos e diz - Tá bem assim ou queres ver de mais perto! E a risota foi geral!

Era a minha vez, até estava com medo de meter a mão no chapéu. Tirei o papel que dizia - Beijar as mamas sem mãos. Esta é tua Filipa - disse eu. Eu reconheci a letra dela e todos foram unânimes que as mamas a serem beijadas deveriam ser as dela.

Olhei para o Pedro que já ajudava a Filipa a levantar a camisola, destapando aqueles enormes seios. Anda não percas tempo - disse. Ajoelhei-me em frente dela de mãos atrás das costas e beijei delicadamente o seu seio. Só isso - disse a Ana e continuou. Tens de fazer mais qualquer coisa assim não tem piada.

A Filipa puxou a minha cabeça de encontro aos seus seios e disse - Chupa-me as mamas!

Abocanhei aqueles enormes seios, lambi-os, chupei-os, mordi-os, perdi-me completamente. Filipa soltava uns gemidos que aumentavam o meu tesão e não só.

Agora já chega! - Exclamou ofegante.

O próximo era o João, meteu a mão no chapéu e começou a ler em voz alta - Imitar um cavalo. Quem escreveu esta merda!

Olharam todos para mim, senti-me deslocado, e disse - Não queria parecer atrevido ou mal educado, por isso escrevi coisas simples e engraçadas.

Tira outro! - diz o Pedro

Escolhe um par e simula uma cena de sexo, leu o João todo feliz da vida.

Vou escolher a Filipa, não leves a mal Pedro - disse o João.

O Pedro abanou a cabeça em sinal de consentimento  e entregou a Filipa nos braços do João.

O silêncio era total, só quebrado pelos estalos da madeira a arder. Filipa sentou-se em cima do João fechou os olhos e cavalgou. O João não se conteve e beijou-a, apalpou-a e até a penetrou com os dedos. Filipa gemia, estava descontrolada. O Pedro não aguentou ao ver a mulher completamente perdida, aproximou-se e beijou-lhe o pescoço, e lentamente começou a despi-la. O João já estava sem calças e o seu sexo já esfregava no de Filipa. A Ana não quis ficar de fora a juntou-se ao trio.

O João beijava e penetrava a Filipa, o Pedro dedilhava a cona e chupava as mamas da Ana.

Eu estava ali, sentado admirando aqueles dois casais a evoluir para uma cena de sexo em grupo. O Pedro já penetrava a Filipa que por sua vez chupava o membro do João. A Ana desviou-se dos três e veio ao meu encontro.

Aproximou a sua rata da minha boca, e ofereceu-ma para ser chupada. Abocanhei-a sofregamente, chupando-a e enfiando a minha língua o mais fundo possível. Sentia o seu mel a escorrer pelo meu rosto, a Ana tinha-se vindo na minha boca!

Retribuiu, fazendo-me uma mamada divinal. Abocanhou o meu "menino" tratado-o como o melhor manjar do mundo. Entretanto desvio o olhar e vejo que a Filipa já era fodida pelo João e mamava no membro do Pedro.

A Ana sentou-se em cima do meu "menino" e cavalgou, subindo e descendo lentamente aproveitando toda a extensão do meu pau.

Pedro aponta o seu membro para o rabinho de Filipa e penetrou-o docemente. Filipa fazia dupla penetração, o João comia-lhe a rata e o marido o cu. Ela gemia a cada estocada e descontrolada pedia mais e mais.

A Ana parou de cavalgar, meteu os dedos na boca e com saliva lubrificou o seu rabinho, pegou no meu "menino" e apontou-o ao seu cu. Enterrou-o e lentamente foi aumentando o ritmo. Já com o cu bem arrombado cavalgou até me fazer vir bem dentro do seu cu. Abocanhou o meu menino e sugou-o até há ultima gota.

O Pedro e o João já tinham trocado de posições e já se tinham vindo os dois, estando agora a Filipa a lamber os seus membros. Deitou-se. Os seus olhos eram de felicidade, sentia-se satisfeita e tinha realizado uma fantasia sua. Estava ali deitada toda arrombada a olhar para Pedro, talvez agradecendo a atitude do marido, doí-a-lhe a cona e o rabo de tal forma que mal podia andar.

O jogo tinha acabado mas o sexo não. Ana de rabinho para o ar, chupava o membro do seu marido sentindo e saboreando  o gosto do mel da Filipa. Pedro aproveitando a situação enterra-lhe o seu membro na sua rata melada e fode-a seu dó nem piedade. Ana grita, geme mas não o deixa parar.

Enquanto Pedro martelava a Ana, eu e o João ajuda-mos a Filipa a ir até ao chuveiro. Estava toda dorida queria-se lavar para se sentir mais confortável.

Deixamo-la a tomar um banho retemperador e juntamos-nos ao Pedro e à Ana. O João fodia-lhe a cona, o Pedro o cu e a Ana fazia-me mais uma mamada. Trocamos de posições várias vezes, a Ana aguentou com os três sem fraquejar. Mamou o nosso leitinho todo seu desperdiçar uma única gota e toda arrombada deitou-se no sofá e adormeceu.

A casa é grande, por isso dividimos-nos pelas vários casas de banho, tomei um banho bem quente e fui para a sala onde já estavam a  Filipa, o Pedro e João. Entretanto João acordou Ana e esta foi tomar um banho. Contamos à Filipa o tratamento que tínhamos dado à Ana e ela ficou cheia de inveja. Só levei com dois paus e a Ana levou com três ao mesmo tempo não é justo - afirmou ela.

No caminho para casa a ouvir a RFM, estava a dar o Oceano Pacifico, tentava imaginar o que teria acontecido se a minha metade tivesse vindo comigo!!!! 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por lupskirt às 10:18

link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De vampirismos a 10 de Dezembro de 2009 às 18:07
Lá esta´.uma tarde bem passada em que se prova que,os amigos e amigas são para as ocasioes...
De Eskecida a 7 de Fevereiro de 2010 às 15:26
A tua cara metade entra nesses jogos?
De hieroglifos a 17 de Outubro de 2010 às 02:28
Só tenho uma coisa a dizer... que inveja!!!

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Portuga na foda...

. Ratinha linda.

. Gwyneth Paltrow!

. Meladinha

. "..."

. Fim ...

. 10 Experiências a ter em ...

. Com calcinha e sem ela!!!...

. Só para ti...

. Não entendi????

. Papeis e papelinhos!

. Rihanna apanhada!

. Porque todos devemos esta...

. Ratinhas para todos os go...

. Rir é o melhor remédio!!!

. Calentitas!!!!!

. Nós por cá!

. Trabalho é só Trabalho!

. Borboleta onde estás?

. Prendinhas com muito amor...

.arquivos

. Julho 2011

. Junho 2011

. Janeiro 2011

. Outubro 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.tags

. todas as tags

.links

.Espreitadelas

Free Hit Counters
Free Counter
blogs SAPO

.subscrever feeds